Multipessoal

Os 6 piores erros que pode cometer numa entrevista de trabalho e como os evitar


O nervosismo e a vontade de corresponder ao que se imagina ser o procurado podem levar a que, numa entrevista de emprego, partilhemos pouco do que somos e queremos ser enquanto profissionais. Do mesmo modo, o cansaço e desmotivação podem levar a que não se veja com entusiasmo uma entrevista de trabalho. Nenhum destes cenários deve transparecer no momento em que está com o recrutador.

Tenha em conta que o mais importante será sempre manter-se fiel a si mesmo, não forçar uma postura que não é sua e procurar uma forma de criar empatia com o recrutador.

Adicionalmente, evite as seguintes situações:

Não saber nada sobre o cargo e empresa a que se candidata: Se chegar a uma entrevista sem saber ao que se propõe, revela uma falta de interesse e dedicação com a qual ninguém vai querer lidar. Faça uma pesquisa sobre a organização, a sua posição no mercado, o cargo a que se candidata e saiba dizer porque é a melhor pessoa para o ocupar.

Comentários negativos sobre empregos anteriores: isto mostra falta de lealdade e ingratidão. Se está numa entrevista de emprego, deve apreciar a oportunidade, mas não precisa de se mostrar rancoroso com o passado… não é isso que vai mostrar que valoriza a empresa para que se candidata e também não mostra nada de bom sobre si. Quando lhe perguntam sobre os seus cargos anteriores, deve focar-se no trabalho e competências que desenvolveu.

Não saber responder a perguntas sobre si. Já lhe mostrámos a melhor forma de construir a sua personal brand. Se estiver bem consciente de quem é, do que fez durante o seu percurso e qual o caminho que pretende seguir, não será difícil responder a questões sobre si. Antes de qualquer entrevista pare para pensar em quem é, e em quem quer ser. Uma resposta genuína, sem necessidade de recorrer a clichés, vai ficar na memória do recrutador.

Levar respostas (demasiado) preparadas: para além de perder a genuinidade, não vai saber o que responder se o recrutador fugir ao “guião” que imaginou. Veja a entrevista com seriedade, mas também como uma conversa.

Atenção às perguntas que coloca ao recrutador. Talvez não seja boa ideia questionar sobre o salário, nem mesmo sobre horários na primeira entrevista. Num primeiro contacto deve mostrar entusiasmo em relação ao trabalho e não às condições. Estas ser-lhe-ão apresentadas noutra fase do processo. Se quiser fazer perguntas, porque não “Como é um dia habitual de trabalho aqui?”.

Mentir em relação à sua experiência profissional: não diga ter experiência no que não tem, nem ter feito coisas que não fez. Está a mentir ao recrutador e a complicar o processo para si também. Seja sincero, valorize o trabalho que realizou e seja entusiasta em relação ao que não sabe, ainda, fazer – mostre que quer aprender!


Tenha isto em conta na sua próxima entrevista, garantimos que vai correr bem. Boa sorte!

Multipessoal Blog

Blog oficial do Grupo Multipessoal, o blog sobre carreira, recursos humanos e emprego que eleva a sua carreira e o seu potencial.

Sem comentários:

Enviar um comentário