Multipessoal

As melhores respostas para as perguntas mais frequentes na entrevista de emprego

As melhores respostas para as perguntas mais frequentes na entrevista de emprego

A sorte é algo que não se controla: ou se tem ou não se tem. É por isso que deixar que a sorte intervenha quando está marcada uma entrevista de emprego pode não ser a melhor solução. Para que o resultado seja o desejado, o mesmo é dizer, para conseguir impressionar o recrutador, é preciso algum trabalho, que passa sobretudo pela preparação. Como? Olhando para as questões que costumam ser colocadas e procurando dar-lhes a melhor resposta possível, aquela que vai deixar o potencial empregador um passo mais próximo da contratação. Não se trata de memorizar as respostas. Aliás, esta não é, de todo, a melhor solução. O ideal é, em vez disso, pensar no que se vai dizer e treinar a forma como é dito.

Fale-me sobre si - A formulação pode não ser esta, mas é quase inevitável que haja uma pergunta que exija um resumo de quem se é. Mas atenção, que este não é um convite à partilha sobre aspetos ou factos íntimos. A ideia é aproveitar este momento para mostrar porque é a pessoa certa para o cargo, usando, para isso, as suas capacidades profissionais. Pode fazer um resumo do caminho percorrido até àquele momento, revelando alguns aspetos da sua personalidade que se podem enquadrar no que é pedido para a função.

Porque é que concorreu a esta oferta? - O que pode estar aqui implícito é simples: concorreu porque de facto está interessado neste cargo ou foi o desespero que o motivou? Claro que se a resposta for a segunda não é aconselhável que a partilhe, por mais que a sinceridade seja importante. Aquilo que se pretende é perceber se a pessoa fez o ‘ trabalho de casa’, se conhece o setor, se sabe mais sobre a empresa. É a oportunidade de mostrar que leu bem o anúncio e sabe do que se trata.

Porque é que o devemos contratar? - O tempo para modéstias já lá foi, o que não deve ser confundido com um desfile de vaidades. Para esta pergunta, a resposta deve revelar confiança, enfoque, explicando o que tem para oferecer, quais as qualificações e os requisitos que o tornam a escolha certa.

Quais são as suas expectativas salariais? - Esta nem sempre é uma pergunta de resposta fácil e já aqui escrevemos sobre ela. Parece simples, mas esconde toda uma estratégia que passa por evitar sobrevalorizar as suas capacidades, sem deixar que estas sejam subestimadas.

Porque é que deixou o seu emprego anterior (ou quer deixar o atual)? - Não é muito adequado responder que foi porque detestava o seu anterior empregador. Ou tão pouco dizer que foi porque pagavam mal, ainda que uma e outra possam ser razões legítimas para deixar um trabalho. Opte, em vez disso, por referir que não conseguiu o crescimento profissional desejado ou que não se identificava com a cultura da empresa.




Multipessoal Blog

Blog oficial do Grupo Multipessoal, o blog sobre carreira, recursos humanos e emprego que eleva a sua carreira e o seu potencial.

Sem comentários:

Enviar um comentário