Multipessoal

Trabalhos para quem adora o ar livre


Trabalhos para quem adora o ar livre

Se é dos que tem vontade de chorar só de pensar em vestir um fato e ir para o escritório, se só a ideia de trocar o ar livre pelo aparelho de ar condicionado já lhe causa alergia ou se não se imagina a cumprir tarefas sem poder sair de entre quatro paredes, não desespere. É que são muitas as opções profissionais para os amantes do ‘outdoor’. A lista é longa, mas deixamos-lhe aqui algumas opções que confirmam que na definição de emprego não tem, de todo, de entrar a palavra rotina.

Lado a lado com o ambiente - Não quer dizer que, para quem trabalha na área ambiental, não haja a necessidade de algum tempo passado no laboratório ou escritório. O computador, quanto mais não seja usado para a redação de relatório referentes ao que é observado, poderá ter de ser uma ferramenta, mas para quem faz da preservação do ambiente a sua atividade profissional, é bem mais o tempo passado lá fora do que dentro.

Soldados da paz na luta contra o fogo - Não é uma profissão isenta de riscos. Pelo contrário, ser bombeiro é elevar ao máximo a ideia de ausência de rotina. Os desafios são constantes, assim como o tempo passado ao ar livre.

Uma vida na água - Não será para todos, mas quem não consegue viver longe do mar pode sempre apostar num trabalho como biólogo marinho. 

Com as mãos na terra - É um trabalho duro, exigente, onde os resultados nem sempre traduzem o empenho e dedicação nele colocado. Mas ter um emprego na agricultura é ‘viver’ ao ar livre, sentir a terra nas mãos, usufruir da paz e tranquilidade que só o campo é capaz de proporcionar. Um setor que ‘alimenta’ a sociedade e que é cada vez mais reconhecido e apoiado, tornando-se uma aposta que pode, literalmente, dar os seus frutos.

Com os pés na areia - Costuma ser um trabalho sazonal, a não ser que decida ir viver para um país onde é verão o ano inteiro, uma opção que pode não ser viável para todos (ou quase todos). Para os amantes do sol, da praia e do ar livre, não há melhor do que abraçar uma carreira como nadador-salvador, mesmo que esta tenha que estar dependente das vicissitudes do tempo. 

Fazer dos passeios profissão - É certo que nem sempre a tarefa de guiar um grupo de turistas implica um trabalho fora de quatro paredes. Mas ser guia turístico é tudo menos um trabalho rotineiro, que pode passar por temporadas ao ar livre.

De olhos na floresta - Quem faz da vida ser guarda-florestal tem como missão sobretudo estar atento. Estar atento à eventualidade de incêndios, à presença de caçadores quando a caça não é permitida e estar sobretudo atento ao cenário natural, identificando o que nele pode estar errado. Ou seja, implica passar a grande maioria do tempo (senão todo) ao ar livre.

De caixa do correio em caixa do correio - Andam, literalmente, de porta em porta. Cabe aos carteiros a tarefa de distribuição de cartas e encomendas, uma atividade que, apesar da sua extinção já ter sido profetizada inúmeras vezes, continua sem dar mostras de desaparecer. 

Multipessoal Blog

Blog oficial do Grupo Multipessoal, o blog sobre carreira, recursos humanos e emprego que eleva a sua carreira e o seu potencial.

Sem comentários:

Enviar um comentário