Multipessoal

E as áreas que mais procuram profissionais são...


E as áreas que mais procuram profissionais são...


O ano de 2018 começou da melhor maneira para quem procura um novo desafio profissional. E se dúvidas houvesse, é o Msearch Market Trends, um relatório realizado pelos consultores especializados da Msearch que o confirma, graças à análise de mais de 4.000 entrevistas com candidatos e reuniões com clientes realizadas nos primeiros dois meses e meio deste ano.


Garante o relatório que há razões para otimismo, que se tem espelhado nos números do desemprego, levando os especialistas a “antecipar a escassez de capital humano” nos setores analisados, situação que leva as empresas a olhar cada vez mais para dentro das suas organizações, numa aposta na retenção do capital humano.

Assiste-se, por isso, a uma mudança de paradigma, passando-se de um cenário em que as empresas se podiam dar ao luxo de escolher os melhores candidatos por valores salariais bastante reduzidos, para outro em que é cada vez maior a oferta para os candidatos, o que torna mais frequente a renegociação salarial, assim como a troca por projetos mais aliciantes e evolutivos.

Tecnologias da Informação, Engenharia & Indústria, Finanças & Banca e Vendas & Marketing são as áreas analisadas e onde a procura tem sido mais intensa, assim como o trabalho de quem recruta, sobretudo, lê-se no relatório, devido à “escassez de talentos” e à “urgência das suas empresas clientes em integrarem rapidamente novos profissionais nas suas estruturas”.

Tecnologias da Informação
Têm sido, aqui, cada vez mais as ofertas, com poucos profissionais para tanta procura, o que aumenta as inovações laborais que oferecem a um candidato a possibilidade de trabalhar em projetos de empresas diferentes. A isto junta-se uma crescente valorização das soft skills, nomeadamente ao nível de trabalho em equipa, capacidade de comunicação e de gestão interna de projetos e a uma fuga de talento para o estrangeiro, sobretudo para a Holanda, Reino Unido e Alemanha. Uma situação “que ‘choca’ com as necessidades locais no nosso país. A questão da localização geográfica deixa de ser uma limitação e facilmente um profissional de TI desempenha a mesma função em qualquer cidade do mundo”.

Quanto aos cargos mais procurados, destacam-se o de Java Developer, com cerca de 30% de projetos solicitados, PHP Developer (18%) e Software Engineer (16%), Business Intelligence (14%) e Data Scientists (12%).

Engenharia & Indústria
Nesta área,  a componente técnica é muito valorizada, ainda que as softs skills conquistem cada vez mais importância na hora de escolher o candidato. A procura incide sobretudo nos profissionais com perfis técnicos e especializados nas áreas de automação, robótica, eletricidade e AVAC, e com perfis de chefia, na maioria dos casos nas áreas da Qualidade, Manutenção e na Gestão de Projetos.

Na área industrial, a procura incide sobretudo nas funções da Qualidade e de Manutenção (40% do recrutamento), técnicos de Automação (25%), responsáveis de Melhoria Contínua (14%), Supervisores de Produção (13%) e Engenheiros de Processo (8%). Na logística, cerca de 60% das solicitações prendem-se com o cliente final e o restante com operadores logísticos, enquanto na Construção Civil, 60% das funções solicitadas prendem-se com atuação em obra.

Finanças e Banca
No setor da Banca e Seguros, “o paradigma tem mudado significativamente nos últimos anos”, revela o relatório, que chama a atenção para a “era digital”, que transformou os clientes e as instituições. Aos comerciais,  muito procurados, juntam-se os técnicos especializados para Compliance, Análise, Tratamento de Dados e Reporting. Noutras áreas do setor financeiro, o destaque vai para a procura por profissionais de Contabilidade, Controlo de Gestão, Gestão de Crédito, Tesouraria, Planeamento e Reporting.

Vendas e Marketing
Tendo em conta que o E-commerce é atualmente um dos mais importantes fenómenos da Internet em crescimento, o comércio eletrónico expandiu-se rapidamente nos últimos anos, prevendo-se que se mantenha esta tendência. Paralelamente, a entrada e investimento de algumas marcas em Portugal na área do retalho e grande distribuição fazem com que as posições de Store Manager e Assistant Store sejam muito procuradas, assim como Vendedores Especializados, Responsáveis de Setor e de Departamento.

Na restauração, crescem os conceitos inovadores, novas formas de apresentar o produto e de atendimento ao cliente, com posições como Gestor de Loja, Gestor de Unidade de Negócio, bem como Supervisor de Zona a surgir no topo das buscas.

Hotelaria, Turismo e Restauração são áreas em alta, ainda que este tivesse sido, até então, um setor com poucas saídas profissionais e consequentemente pouco interesse em fazer carreira. Atualmente, a recuperação é notória, com maior aposta ao nível das licenciaturas ou escolas profissionais, dada a procura por bons profissionais.  

Multipessoal Blog

Blog oficial do Grupo Multipessoal, o blog sobre carreira, recursos humanos e emprego que eleva a sua carreira e o seu potencial.

Sem comentários:

Enviar um comentário