Multipessoal

A resposta certa à pergunta: o que é que o motiva?


A resposta certa à pergunta: o que é que o motiva?

Motivação é uma palavra que, no dicionário do mercado de trabalho, pode significar muita coisa. Estar motivado, ou seja, focado e de olhos postos nos objetivos e missão a cumprir, depende de diferentes fatores: do salário ao fim do mês, do prazer naquilo que se faz, do desejo de ser melhor e por aí fora. Por isso, se numa entrevista de emprego quiserem saber o que é que o motiva, a resposta pode ser também diversa. Aliás, não há uma resposta certa, igual para todos, uma vez que não só somos todos diferentes, como as empresas têm também necessidades distintas.  

Primeiro importa perceber o que motiva a questão. No momento em que a faz, o recrutador procura saber mais sobre o candidato, sobre a sua personalidade, sobre aquilo que o move, numa tentativa de antecipar como será a sua reação nos momentos de maior dificuldade. Por isso, a resposta a esta questão nunca deve ser “o salário”, ainda que este possa ser um dos principais motivadores.

A possibilidade de respostas é infinita, mas deve ser sempre adequada à especificidade da empresa que recruta. Ou seja, ter em conta aquilo que a empresa está à procura e dar uma resposta que vá ao encontro dessa necessidade.

“Estou altamente motivado pela possibilidade de dar resposta a desafios técnicos complexos.” Se o cargo a que se candidata for mais técnico, esta pode ser uma boa resposta. Mas há outras.

“Motiva-me a possibilidade de trabalhar em conjunto com outros, enquanto elemento de uma equipa, capaz de enfrentar qualquer desafio.” Esta é uma resposta mais abrangente, possível de ser usada nas mais variadas ocasiões.

“Adoro criar produtos capazes de mudar a vida das pessoas.” Uma alternativa, mas apenas no caso de a empresa ter essa vertente.

“O que me motiva é a possibilidade de conhecer pessoas novas, de poder criar com elas uma relação.” Esta é mais indicada para os cargos que exijam relação com terceiros.

“Adoro a possibilidade de ajudar as empresas a tornarem-se mais eficientes e a trabalhar para aumentar o lucro.”  Dirigida aos cargos de consultor.

Mentir está fora de questão, assim como inventar histórias. A sinceridade é sempre o melhor caminho, mesmo que a história a contar possa parecer menos interessante do que uma inventada.

Multipessoal Blog

Blog oficial do Grupo Multipessoal, o blog sobre carreira, recursos humanos e emprego que eleva a sua carreira e o seu potencial.

Sem comentários:

Enviar um comentário