Multipessoal

Recrutamento: a importância da diferenciação



Recrutamento: a importância da diferenciação

Atribui-se a Albert Einstein a famosa frase “loucura é continuar a fazer a mesma coisa e esperar resultados diferentes.” Não diríamos melhor: fazer um trabalho do mesmo modo, ignorando que necessitamos de resultados distintos é um passaporte para o fracasso.

Quem tem como missão profissional identificar, selecionar, atrair e reter talento, já terá sentido que o processo de seleção mudou e que as ações que outrora nos garantiam candidatos adequados, atualmente, nem sempre asseguram resultados. É necessário  apostar em ações personalizadas para chegar a diferentes perfis. É por esse motivo que fazemos campanhas muito específicas para perfis igualmente específicos. Exemplo disso mesmo é a campanha SWATT - Sales with Attitude Team. No passado, muitas vezes recorremos com sucesso a campanhas inovadoras e focadas em determinados perfis. Entre elas, destacamos a contratação de gestores de conta nativos de outras línguas, assistentes comerciais ou profissionais de IT com perfis de interesses e conhecimentos muito focados em determinadas áreas.

Para o sucesso neste tipo de campanhas, é essencial conhecer bem o perfil, os hábitos e interesses “tendenciais” do público-alvo e onde encontrá-los. Assim, é comum desmultiplicarmos estas campanhas em vários meios e suportes, onde não faltam quer os típicos portais de emprego mais relevantes na área de trabalho, quer as redes sociais de carreira (linkedin) ou genéricas (Facebook, por exemplo).

Se os recrutadores têm hoje maior facilidade em encontrar os perfis pretendidos, muito graças a novas ferramentas como as redes sociais, o desafio está em atrair os perfis. Os recrutadores têm pois que trabalhar a sua imagem para atrair talento, ao invés de apenas os talentos trabalharem a sua, para atrair recrutadores.

Em parte, é este trabalhar a imagem e criar uma marca própria distintiva para o empregador - employer branding - que está no centro de campanhas para atrair os profissionais certos. Mas, estas campanhas não têm uma fórmula única vencedora. Os recrutadores têm que agir de forma diferenciada para cada ação e fazer sentir aos profissionais que procuram que aquela campanha foi pensada para eles e para aquele momento específico. Só a personalização de campanhas, agindo de forma inovadora e usando canais distintos pode ter sucesso no mercado atual.

Alexandra Medeiros

Multipessoal Blog

Blog oficial do Grupo Multipessoal, o blog sobre carreira, recursos humanos e emprego que eleva a sua carreira e o seu potencial.

Sem comentários:

Enviar um comentário